PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Gêiser


Um gêiser inquieto
Um ser errante,
Só vê o instante,
Pensa que é certo;
Nunca descansa,
Mas cansa...
Avança...
Como furacão,
Varre tudo a sua frente,
Explode em raios,
Usina incandescente!
No dia em que se encantar;
Será pleno luar;
Não haverá altar,
Para tanto amar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário