PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Morte do Sol

E a luz do sol
Cessou!
Da cruz ao pó
Passou!
Na foz, com dó
Morreu!
De mais, de cor...
Perdeu!
Do cais, sem rio,
Sem luz,
Sem mar, Sem Sol Sorriu!

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Sol

Um sol que já não brilha mais!
Um sol que nem a luz te traz...
Um sol que não orbita e jaz!
Um sol que sempre habita atrás...
Um sol que nem queimar te faz!
Um sol sem um planeta a mais...
Um sol que já morreu no cais!

domingo, 3 de junho de 2012

Tão Mais Fácil

Tão mais fácil
seria,
Atirar-me ao peito!

Tão mais fácil,
diria,
Deixar-me ao leito!

Tão mais fácil
veria,
Enterrar-me o jeito!

Tão mais fácil
faria,
Arrancar-me o feito!