PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Morte

À espera iminente,
A dor pungente,
Um coma comovente,
Uma morte diferente!

É ver-se morrer;
E impotente ceder;
Um triste adoecer;
Uma bactéria com poder!

O tempo certo, é incerto,
O dia da partida em aberto,
Um calendário secreto,
Uma certeza, um acerto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário