PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Liberdade

Só se dá o que se tem;
E mesmo, a quem convém
Se és livre, ou és refém;
E mesmo a um outro alguém,
Se terá o que convém!

Se ninguém é de ninguém;
E até mesmo no álém
Se trará o que mantém;
E mesmo quando o bem;
Se parece um vai-e-vem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário