PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 10 de março de 2011

Espera

Quando te vejo, não quero só um "oi",
E, não quero lembrar porque foi;
Quero a saudação autêntica,
De quem espera com saudade,
Não precisa ser a minha, ou idêntica,
Basta que seja sua, de verdade!

Quando me escreves, podes dizer "eu te amo!"
Não faz mal a você, nem a mim que te chamo:
De "meu amor", de "meu bem", "minha alegria",
Esqueça as coisas passadas, viva o agora!
Saudemo-nos com paixão e harmonia,
O sentimento que vem de dentro pra fora.

Quando lembrarmos de tudo isso, e rindo...
Num futuro, próximo e distante que está vindo,
Saberemos que foi só uma provação.
De nossas cabeças feito pedra-dura,
de tão iguais na mente e na razão,
Brindaremos juntos à paixão pura!

Um comentário:

  1. Bonita poesia dedicada à autenticidade e sinceridade; abaixo a repressão! Helena Barone

    ResponderExcluir