PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 10 de março de 2011

IR e VIR

Vem Abril, é o meu aniversário,
Vem você de longe pra me ver,
No aeroporto, não estarei no horário,
Mas corro e chego pra te querer.

Vem a noite, vem o nosso encontro,
A sedução, o jantar, a nossa cama,
A união de dois corpos, num confronto,
A lânguidez e a energia de quem ama.

Vem o adeus, o dia da partida,
A noite é triste e longa, sem luar,
A dor no peito, está no leito tua ida,
E novamente vais, e não sei se vai voltar.

Um comentário:

  1. Encontros e partidas acontecem diariamente. Que as alegrias de hoje e dos dias futuros superem a tristeza das partidas. Parabéns pela inspiração e pelo dia de hoje. Bj, Helena Barone

    ResponderExcluir