PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

sexta-feira, 4 de março de 2011

Pra Você

Pra você sou êxtase e tormento,
Uma explosão a cada momento,
Vísceras, fleugma e lamento.

Pra você sou bella e inteligente,
Mas não o suficiente,
A ação que comanda a mente.

Pra você sou presença e ilusão,
De uma eterna confusão,
Que incendeia o fogo da tua paixão.

Pra você sou sem crítica,
Mas não quando era mítica,
Uma Penélope paralítica.

Pra você posso ser tantas,
De loucas, poucas e até santas,
De todas, a que mais encantas!

Um comentário: