PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Inverno


Quando chega o inverno,
Triste escurecer,
Tarde amanhecer,
Gelado inferno!

Lembrar do teu calor,
No fogo que me entorpe,
Em nada que me cobre,
No frio do desamor!

A chuva fria e mansa,
Traz a imagem cinzenta,
Num tempo que venta,
Um gelo sem esperança!

Um comentário:

  1. Quando chega o inverno,
    Triste escurecer,
    Tarde amanhecer,
    Gelado inferno!

    Lembrar do teu calor,
    No fogo que me entorpe,
    Em nada que me cobre,
    No frio do desamor!

    A chuva fria e mansa,
    Traz a imagem cinzenta,
    Num tempo que venta,
    Um gelo sem esperança!


    Muy lindos versos Alessandra...me encantó tu poema...gracias por invitarme....Un fuerte abrazo...

    ResponderExcluir