PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Dois Dragões

Vi dois dragões de fogo,
Zingrando o rio,
No crepúsculo do meu véu,
Acima de um arranha-céu!
Na linha do horizonte!
E podia-se ver ao longe,
O pântano dos dragões,
Seu lugar, suas orações!
Matizes vermelhos,
De chamas flamejantes,
Nos espelhos d'água!
Eram dois amantes!
De braços dados,
Corações alados,
Dois dragões gigantes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário