PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Divindade

Sob os pés do equlibrista,
Repousa a lógica,
Da visão ótica,
A linha tênue do hedonista!

Pendurado à simbiótica,
Estreita mágica,
De queda trágica,
Matéria fina, até robótica...

Imantado brilho venusiano,
De pés alados,
Finos talhados,
Tampouco formam, um Deus humano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário