PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

quinta-feira, 31 de maio de 2012

A pele que habito

A pele  que habito
Não é minha...
E nem minha casa,
Não revela minha brasa,
É  apenas uma linha!

A pele que habito
Não é tua...
E nem tua moradia,
Não revela tua folia,
É  apenas uma rua!

A pele que habito
Não é Dele...
E nem o seu recanto,
Não revela todo pranto,
É  apenas uma pele!

A pele que habito
Não é nossa...
E nem nosso lar,
Não revela nosso par,
É  apenas uma fossa!

A pele que habito
Não é vossa...
E nem vossa morada,
Não revela vossa amada,
É  apenas uma bossa!

A pele que habito
Não é deles...
E nem suas baias,
Não revela suas laias,
É  apenas uma - Neles!

Nenhum comentário:

Postar um comentário