PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

sábado, 5 de maio de 2012

BALLET DE FERAS


Na dança do acasalamento,
Que acaso acontece no pântano,
Em nada me lembra o lamento,
Que cala e ecoa ao cântaro!
 
É dança de monstros...
Cultos monstros eruditos,
Feras feridas de encontros,
Encantos de carmas malditos!
 
No encaixe e desfecho bestial,
A carne consome o pudor...
Pode ser sedução celestial 
Ou somente vaidade de amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário