PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Qualquer coisa

Da coisa breve,
Do espaço leve,
O tempo teve,
O que se vive!

Da coisa certa,
A pessoa alerta,
De linha reta,
A porta aberta!

Da coisa enfim,
O não é sim,
De ser assim,
Dá medo o  fim!

Da coisa pura,
A dor é dura,
A vida atura,
De queda altura!

Da coisa boa,
De uma pessoa,
E uma lagoa,
Um ser à toa!

Um comentário:

  1. Olá Alessandra!
    Na importa a coisa, que seja qualquer coisa para viver cada verso escrito. Gostei!
    Prazer estar aqui! Com tempo, venha ler e comentar OBSESSÃO É OBSESSÃO no http://jefhcardoso.blogspot.com
    Abraço e boa semana!

    ResponderExcluir