PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

domingo, 2 de janeiro de 2011

ESTAÇÃO DO AMOR



Diferente tão completamente

Igualmente convincente

Verdadeiramente eloquente e,

Fantasiosamente displicente

O amor!

Ah, o amor...será aquilo que nos deixa leves como a folha de outono?

Ou, quentes como o sol de verão?

Coloridos como a primavera e intensos como o inverno?

Vivo, durmo e acordo em você todas as estações...leveza, calor, cor e medo,

Existo no calendário do amor! Minha estação é subtropical amorosa!

E a sua? Temperada?

Só não me diga que é árida! Senão, eu nevasca em você...

Pode até haver foggies londrinos em nossas mentes estranhas,

Menos terremotos de amor, que isso pode abalar nossa temporada,

Pode até destruir nosso veraneio

Nenhum comentário:

Postar um comentário