PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

domingo, 28 de abril de 2013

Olhos de água marinha



Nos teus olhos
de água marinha,
E em sólidas garras
de lince,
Incendeia o azul
que adivinha,
Inventa uma presa e
te vence,
De profanos desejos
que alinha,
Suspenso a um corpo
que pense,
Nos pés que te leva
... e caminha,
Entornas num corpo
este lance!

Nenhum comentário:

Postar um comentário