PARA OS AMANTES DA POESIA











"O poeta é um fingidor,

Finge tão completamente,

que chega a fingir que é dor,

a dor que deveras sente."


Fernando Pessoa

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Morte do Sol

E a luz do sol
Cessou!
Da cruz ao pó
Passou!
Na foz, com dó
Morreu!
De mais, de cor...
Perdeu!
Do cais, sem rio,
Sem luz,
Sem mar, Sem Sol Sorriu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário